Desde 17 de outubro de 2017 a forma como os visitantes vêem o seu website mudou. Leia este artigo e fique a saber porquê.

O Google Chrome é de longe o browser mais utilizado para aceder à internet, com mais de 60% de quota de mercado, tanto em dispositivos móveis como em computadores. Em abril de 2017 a Google anunciou que se estava a preparar para lançar uma atualização que tornaria o ambiente de navegação mais seguro, protegendo ainda mais a privacidade dos utilizadores.

Do vista do utilizador as inovações que vão ser introduzidas pela versão 62 do Chrome são excelentes, no entanto, para o ranking e tráfego de muitos websites haverá um significativo impacto negativo. A razão prende-se com o facto de se o website não estiver em HTTPS, que mostraria no URL a indicação “seguro”, os visitantes vêem o aviso de que o website é inseguro. A situação agrava-se, não só pelo aviso conter uma mensagem dissuasora, mas também por limitar fisicamente a navegação normal no website.


Avisos na nova versão do Chrome

Esta alteração teve um enorme impacto não só no ranking dos motores de busca e tráfego do website mas também vai abalar a confiança e lealdade dos visitantes do seu website.

Nos últimos anos os certificados de segurança digital apenas eram recomendados quando se recolhiam dados pessoais ou financeiros (nomeadamente números de cartões de crédito) dos visitantes mas desde 2014 que tem tem sido comprovado um melhor desempenho em rankings motores de buscas em websites HTTPS. Algumas empresas têm convertido os seus websites ao longo dos anos para HTTPS, no entanto, ainda há uma percentagem relevante que não possui certificado SSL ou o certificado não foi implementado incorretamente.

Uma das consequências associadas à atualização do Chrome é a forma como o algoritmo da Google que classifica os websites com base na “taxa de rejeição” ou “desistência”. Se um visitante com o browser Chrome receber uma mensagem a indicar que o website é “não seguro”, a possibilidade deste sair e voltar aos resultados da pesquisa é muito alta. E quanto mais vezes as pessoas “desistem” de um website, mais o Google vê isso como uma má experiência para o utilizador que, por sua vez, irá afetar negativamente o posicionamento no motor de busca.

A maioria das empresas não é proativa a manter o software dos seus websites atualizado ou a instalar certificados digitais de segurança, o que muito em breve terá implicações na reputação para a marca, com reflexo a curto e longo prazo.

Se não tiver certeza por onde começar, se pretender um certificado SSL ou se desejar verificar se o seu certificado está corretamente instalado, a equipa técnica da TECWB21 está aqui para ajudar e garantir que esta atualização de segurança do Google Chrome não prejudicará o seu website ou os seus clientes.

Portuguese English